6 dicas fundamentais para não engordar neste Natal

Longe de que nosso discurso seja negativo, convidamo-lo a aplicar os truques e dicas deste artigo… em positivo.


Te ajudarão a seguir desfrutando de um tempo de encontro com amigos e familiares em um ambiente de celebração (esperado com entusiasmo em muitas casas), mas sem que nem o seu peso e sua saúde se resientan.


Reflexões necessárias em natal



  • Abundância (na mesa e no estômago) não significa felicidade. Alguns de seus convidados verão com bons olhos os exceos, mas a maioria agradecer-lhes ofereças menos quantidade de pratos ricos, que, além disso, cuidam delas.


  • A publicidade insiste em nos mostrar um Natal que nem sempre coindice com a realidade. E se nos deixamos levar por essas mensagens idílicos, talvez nossas expectativas de paz e fraternidade não sejam cumpridas… e nos “venguemos” comendo.


  • Há maneiras de não cair no comer por comer (tão próprio destas semanas) e você vamos dar. Leia com atenção, aplica e adapta à sua vida todas as recomendações que você gosta.

  • Mostraremos por que você tem que carregar sua despensa de tomates, espinafre e peixe.

1. Depois de uma farra de NATAL



  • Seu estômago se dilata: distende o justo se você comer a quantidade que você precisa, mas quando você ingere mais do que seu estômago pode acolher a dilatação será grande (pode triplicar o seu tamanho normal) e perceber mal-estar; também azia e refluxo.

  • Respirar muito pior: o estômago dilatado pressiona o diafragma. E este, por sua vez, oprime os pulmões.

Relacionado com este artigo


Comer de forma saudável



  • Se entra um grande torpor: os médicos costumam chamá-lo de “sonolência postpandrial”, embora haja quem o chama de “coma alimentos.” Acontece porque o seu sangue e sua energia estão dedicados a processar toda essa quantidade de alimento que você tomou.

2. Uma semana antes das FESTAS


Não queremos que nada tire a ilusão, e menos medo de engordar; é por isso que ajudamos a planejar.


Nos próximos dias, vamos todos viver uma mistura de ilusão (reunimos a família), alegria (é uma celebração em toda regra), responsabilidade (principalmente se você é a anfitriã) e um certo tédio (o cansaço é o culpado).


Que nada te roube a ilusão de Natal


As dicas que seguem pretendem ajudá-lo para que vivas estas com vontade, mas tentar não cair no temor contínuo (também por sua figura), pois isso, ao final, fará com que comas pior e com mais ansiedade:



  • Nos dias anteriores sofremos porque você tem que decidir, comprar e organizar. E tudo isso sem deixar nem uma das obrigações diárias que já temos, com o qual o trabalho é dobrado… e o esforço também.

Relacionado com este artigo


HÁBITOS



  • Durante as festas sofremos porque desejamos com todas as nossas forças a cada momento saia de luxo, que não tenha encontronazos, que todo mundo adora os pratos que preparamos, que nos piropeen pela comida, pela forma como está a casa, pela organização…

  • Uma vez terminado todo sofremos porque talvez nós descobrimos que tudo foi conseguido alterarnos mais do que o desejável e que a nossa figura e o nosso estômago também têm se ressentido.

3. O truque: prioriza os vegetais



  • Use os legumes: como o acompanhamento ideal de todos os seus pratos desta semana. Simplesmente com isso você pode reduzir de forma importante as calorias.

  • Tenha à mão bastoncillos de cenoura, pimentão… e tome-os, em qualquer momento, que aperte a fome. Mastícalos pouco a pouco e a saciedade está assegurada.

4. Pratique dias antes… e então triunfa


• Se você não tiver preparado nunca o menu escolhido talvez não saia tudo saboroso do que esperava, e se verá tentada a usar ingredientes mais calóricos para enriquecê-lo. Pratique e evitar o transe.


5. Planeie o que põe em sua mesa


É importante combinar bem recebidas, primeiros e segundos para não ultrapassar as calorias. Uma boa escolha seria, por exemplo: perfuração, canelones e goraz.


Entrada



  • Espeto de melão e presunto ibérico – 65 kcal

  • Canivetes com vinagrete de tomate natural – 110 kcal

  • Espargos brancos grelhado com amêndoas e queijo parmesão – 140 kcal


  • Camarão grelhado – 140 kcal

  • Pimentões refere-se recheados de patê vegetal – 190 kcal

Primeiros



  • Creme de couve-flor e batata-roxa com salteado de cogumelos – 200 kcal

  • Salada de frutas exóticas com molho de figos – 250 kcal

  • Surtos variados com defumados e frutos secos – 270 kcal

  • Caldo de Natal com pasta de búzios – 310 kcal

  • Canelone de cogumelos, alho-poró e camarão – 400 kcal

Segundos



  • Pargo no forno com legumes – 200 kcal

  • Tamboril com uvas, cogumelos e molho de amêndoas – 290 kcal

  • Lombo de porco ao vinho tinto e molho de pimentão com falando tanto com estado – 340 kcal

  • Perna de peru no forno com cebollitas, cogumelos e ameixas – 350 kcal

  • Frango recheado – 360 kcal

Por que imitamos


Parte da culpa é de “neurônios espelho”:



  1. Nosso cérebro nos leva a imitar o que fazem aqueles que temos ao lado ou em frente. E o faz através de “neurônios espelho”.

  2. Por isso, se agora em sua casa já se come nougat, marzipã ou polvorones… você acabar fazendo isso. A menos que o saber e o frenes.

  3. Conhecê-lo irá ajudá-lo para que quando você estiver na mesa (também nos próximos dias) não comas tão depressa como o fazem os outros.

6. Saber Viver recomenda



  • Os preparativos podem estressar mais do que você pensa: em primeiro lugar, porque costumamos exigir-mos demasiado; e, em segundo, porque, infelizmente, as ajudas em casa nem sempre são abundantes.

  • Não “se o carregue” tudo sozinha. Envolve a família, os preparativos (que todos contribuam com idéias e que todos ajudem a colocá-las em prática). Quem não quiser, que o faça, mas depois não terá direito a reclamação.

  • Essa sensação de nervos fará com que, quando você se sentir tranquila no final do dia, a sua mente, peça e segurança. E encontrar… o que comer! Ou seja, aumenta as calorias que você já antes que comecem as festas natalinas.

  • Tenha preparado o seu kit de lanche. É muito simples preparar chips de frutas e legumes (basta fazer fatias de maçã ou de banana; de berinjela ou abobrinha ao forno). Te dá por sua trituração e pelo seu sabor. E quase sem calorias!

  • Outro dos grandes erros em que caímos por inércia é que todo o ambiente que nos convida a comer. Os anúncios, a decoração das lojas, as mensagens, os preparativos…

  • Para evitar que seu cérebro começa já esses produtos natalinos, repítete diário do que você come o que seu corpo precisa; não o que sua mente e seu paladar (agora sobreexcitados) se exigem.

Rate this post