6 motivos saudáveis para ter o cão em casa

Há companhia, nos dá amor… mas é saudável ter cão? Está cientificamente demonstrado que sim: cuidar deste animal de estimação melhora a saúde física e mental.

Descubra tudo o que lhe possa trazer.

1. seu coração é mais forte

Ter um cão em casa “obriga” a tirá-lo para passear diariamente. Se você sempre és tu quem realiza esta atividade é provável que seu coração lhe agradeça.

Relacionado com este artigo

Hábitos

  • Protege suas artérias. Um estudo publicado na revista “Circulation”, assegura que o exercício que implica fazer esses passeios diários aumenta os valores de colesterol e pressão arterial.
  • Reduz o risco de doenças cardíacas. A Fundação Espanhola do Coração defende que passear o cão diariamente ajuda a reduzir os principais fatores de risco cardiovascular, como a obesidade e a diabetes.

2. você é mais feliz SE você TEM UM CÃO

Você não pode evitar ser um pouco mais feliz estando ao seu lado… já que o seu organismo reaja de forma positiva!

  • À medida que você libera hormônios da felicidade. Quando seu cão e você vos olhais, dispara a produção de oxitocina em vossos cérebros. Assim o confirmou outra pesquisa, neste caso, levada a termo por cientistas japoneses da Universidade de Azabu.
  • Se libertar da ansiedade. Até ver documentários de animais pode ser útil, uma vez que um trabalho da Universidade de Berkeley (Reino Unido), chegou-se à conclusão de que observar o comportamento dos animais desperta sentimentos como a curiosidade e a alegria, ao mesmo tempo que afasta emoções como a ansiedade, o medo ou a raiva.

3. você se sente mais vital

Outra das consequências positivas de cuidar de um cão é que pode fazer com que você se sinta mais jovem:

    • Você percebe que você está mais saudável. Cientistas da Universidade Autônoma de Nuevo León (México) descobriram que quienesconsideran ao cão um membro da familiay passam um tempo com ele (jogando ou treinando o animal de estimação) dizem ter uma melhor saúde física.
  • Afastar as dores articulares. Outra pesquisa da Universidade da Califórnia (EUA). UU.) demonstrou que aqueles que tendem a valorizar o seu animal de estimação sentem menos dores relacionadas com a artrite.
  • Você percebe que você é mais ágil. Cientistas do Hospital Universitário Miguel Servet de Saragoça sugerem, por outro lado, do que ter cão não só faz com que se sintam menos dores, mas que também favorece que as pessoas mais velhas se sintam mais ágeis e menos sós.

4. Se concentras mais

Você tem que resolver alguma operação matemática? Fazê-lo na presença de seu cão talvez te ajude a se concentrar melhor e para chegar ao resultado, de acordo com a Universidade de Nova York (EUA). (EUA).

  • Mais capacidade de resolução. Os cientistas pediram a um grupo de mulheres que resolver exercícios de aritmética, na presença de sua melhor amiga, seu marido ou seu animal de estimação. As mais eficientes, resolvendo o problema foram as que fizeram na presença do cão.

5. O CÃO EM CASA REDUZ O STRESS

A mesma pesquisa americana descobriu que as mulheres que estavam com seu animal de estimação apresentavam menores níveis de pressão arterial do que aqueles que estavam junto a outras pessoas.

    • Contra o stress relacionado com o trabalho. Mais tarde, estudaram homens submetidos a um grande stress relacionado com o trabalho (trabalham como pilotos de saco) que estavam começando a se tratar com medicamentos para a pressão arterial.
  • A metade deles adotou um cão e, surpreendentemente, este grupo experimentou melhores valores nas mudanças de pressão associados ao estresse.

6. Se a tua melhor de um “achaque”

Os estudos demonstraram também que “o melhor amigo do homem” pode ser, também, o melhor companheiro, depois de sofrer algum problema de saúde:

    • A reabilitação física é mais eficaz. Pesquisadores da Califórnia descobriram que o contato físico com um animal de estimação pode ajudar as pessoas que estão em um processo de reabilitação física.
  • Mais sobrevivência após um ataque cardíaco. Um estudo da Universidade de Sevilha afirma que aqueles que convivem com um cachorro têm um 26% a mais de chances de sobreviver após um infarto.
  • Ajuda a continuar os tratamentos. Outra pesquisa experimental também mostrou que interagir com um animal de estimação se favorece a adesão ao tratamento de reabilitação após sofrer um evento cardíaco.

Rate this post